SAIBA TUDO SOBRE O COLÁGENO TIPO 1 E TIPO 2 E SEUS BENEFÍCIOS!

Os suplementos de colágeno podem ser tomados em duas formas diferentes, e mais comuns no mercado, na forma de colágeno tipo 1 e colágeno tipo 2.

Ambos os tipos têm diferentes formas e doses de ser tomados e diferentes finalidades, sendo, por isso, considerados suplementos diferentes.

COLÁGENO TIPO 1

O colágeno tipo 1, ou colágeno hidrolisado, é uma proteína extraída do osso e da cartilagem de animais, como bois e porcos, resultando da quebra de moléculas de proteína em partículas menores.

Este tipo de colágeno é o mais comum no corpo e devido às suas dimensões e propriedades, é melhor absorvido no intestino, sendo usado para:

  • Melhorar a firmeza da pele;
  • Fortalecer as articulações;
  • Fortalecer as unhas e o cabelo;
  • Ajudar no tratamento da osteoartrite;
  • Ajudar no processo de cicatrização.

A dose recomendada é de cerca de 10 g do suplemento de colágeno tipo 1 por dia, geralmente em forma de sachê, que pode ser tomado com as refeições, idealmente associado à vitamina C, já que esta vitamina potencializa os efeitos do colágeno no organismo.

Assim, é aconselhado tomar o colágeno juntamente com suco de limão ou laranja por exemplo.

É importante lembrar que a dose e o uso devem ser sempre recomendados pelo médico, uma vez que a recomendação da suplementação com esse tipo de colágeno é para ajudar, em grande parte dos casos, no tratamento da osteoartrite.

Além da suplementação, pode-se também fazer uma alimentação rica em colágeno, ingerindo alimentos como carnes vermelhas, brancas ou gelatina, por exemplo.

COLÁGENO TIPO 2

O colágeno tipo 2, ou colágeno não desnaturado, é o componente maioritário presente na cartilagens.

É fabricado a partir de um processo diferente do colágeno tipo 1, tendo uma apresentação e propriedades diferentes também.

É comercializado como colágeno tipo 2, mas pode ser encontrado e associado a outros tipos, como o 3 e 4.

Este tipo de colágeno é indicado quando em doenças como:

  • Doenças articulares autoimunes, como Osteoartrite autoimune;
  • Inflamação de articulações;
  • Lesão em cartilagens;
  • Artrite reumatoide.

Nestas doenças, o próprio organismo reconhece o colágeno que está nas articulações como uma proteína estranha e produz enzimas que destroem a cartilagem, e como consequência, surgem os sintomas destas doenças. 

Assim, uma das forma de ajudar o corpo a repor o colágeno perdido nas cartilagens e, principalmente, aliviar os sintomas, é o uso de suplementos a base de colágeno tipo 2, que reduz a inflamação em casos de osteoartrite e reumatismo e melhorando a saúde das articulações.

Este tipo de colágeno é tomado numa dose menor que o colágeno tipo 1, de aproximadamente 40 mg, em cápsula, uma vez por dia, idealmente em jejum.

Achou interessante?

Curta, comente e compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *