6 IMPORTANTES MOTIVOS DE UNHAS FRACAS E O QUE FAZER PARA TRATÁ-LOS

Muitas pessoas sofrem com unhas frágeis, é só esbarrar em alguma coisa e pronto, a unha quebra, mas isso pode ser resultado de algum hábito ruim ou até mesmo de alguma doença, então fiquem atentos para as seguintes causas:

1. ROER AS UNHAS

O hábito de roer as unhas constantemente podem deixá-las mais frágeis, devido à ocorrência de microtraumas que facilitam a quebra.

O QUE FAZER:

 Nesse caso é recomendado parar de roer as unhas, evitando assim os microtraumas.

 Uma das formas de evitar esse hábito é deixar as unhas sempre bem cortadas e lixadas, passar um esmalte que tenha um gosto amargo ou aplicar unhas postiças, por exemplo.

2. USO DE PRODUTOS DE LIMPEZA

O uso constante de produtos de limpeza sem que haja a proteção das mãos com luvas, pode ressecar a região e deixar as unhas mais frágeis.

Além dos produtos de limpeza, o uso de acetona para remover o esmalte das unhas também pode favorecer o aparecimento de manchas e deixar as unhas mais frágeis.

O QUE FAZER: 

Caso seja necessário usar produtos de limpeza, é recomendado que seja colocada uma luva, evitando assim o contato das mãos e das unhas com o produto.

No caso da remoção do esmalte, é recomendado que seja utilizado removedor de esmalte que não tenha acetona, pois assim é possível evitar dano às unhas.

3. ALIMENTAÇÃO POBRE EM NUTRIENTES E VITAMINAS

Deficiências nutricionais também podem resultar em unhas fracas, principalmente se houver pouco consumo de alimentos ricos em ferro, vitamina D, zinco, selênio e vitamina B, que pode ser encontrada em carnes e ovos, por exemplo, e é responsável por manter pele, cabelo e unhas saudáveis.

O QUE FAZER: 

É importante consultar o nutricionista para que seja identificada a deficiência nutricional e, assim, ser indicado um plano alimentar de acordo com a necessidade nutricional da pessoa e ajudando a fortalecer as unhas.

4. ANEMIA

A anemia é umas das principais causas de unhas fracas, isso porque na anemia há diminuição da quantidade de hemoglobina circulante, o que faz com que a quantidade de oxigênio transportada para os tecidos também diminua. 

Dessa forma, como consequência da quantidade de oxigênio circulante, há não só enfraquecimento das unhas, mas também cansaço excessivo, fraqueza e falta de disposição, por exemplo.

O QUE FAZER:

 Caso a anemia seja confirmada por meio de exames de sangue, é importante que seja identificada a causa da anemia, pois assim o médico poderá indicar o tratamento mais eficaz, ajudando a reduzir todos os sintomas relacionados com a anemia, incluindo as unhas fracas.

5. ALTERAÇÕES NA TIREOIDE

Algumas alterações na tireoide também pode deixar as unhas mais fracas e quebradiças.

No caso do hipotireoidismo, é verificada diminuição do metabolismo e diminuição do transporte de nutrientes para o corpo, tornando as unhas mais frágeis.

Já no caso do hipertireoidismo, há aumento na produção de hormônios tireoidianos, o que estimula o crescimento das unhas, porém são bastante frágeis.

O QUE FAZER: 

Nesse caso é importante que o tratamento seja feito de acordo a recomendação do endocrinologista, que poderá indicar a reposição dos hormônios tireoidianos no caso do hipotireoidismo, ou uso de remédios que regulam a produção dos hormônios tireoidianos no caso do hipertireoidismo.

6. DOENÇAS DERMATOLÓGICAS

Algumas doenças dermatológicas, principalmente quando causadas por fungos, podem deixar as unhas fracas e quebradiças, além de alterar seu aspecto, deixando escamosa.

 Nesses casos é importante ir ao dermatologista para que seja feito o diagnóstico e possa ser tratada a doença.

O QUE FAZER: 

Caso seja verificado que a alteração na unha é devido à presença de fungos, é importante que o tratamento seja feito de acordo com a recomendação do dermatologista, sendo normalmente indicado o uso de pomadas ou cremes antifúngicos.

É de extrema importância que você saiba o que causa o enfraquecimento das suas unhas para assim poder cuidar melhor de si mesmo.

Fique atento a esses fatores e se cuide!

Achou interessante?

Curta, comente e compartilhe, isso ajuda muito o blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *